Bastidores 038: O Palácio de Papel mostra que um momento pode mudar tudo

Livro

O que pode acontecer em 24 horas? Para a personagem Elle Bishop, esse tempo é crucial para transformar sua vida a partir de uma escolha complexa: ficar ou partir. Em O Palácio de Papel, livro de estreia de Miranda Cowley Heller, acompanhamos os dilemas de uma mulher de 50 anos que questiona a própria vida após trair o marido com um antigo amor da época de adolescência.

As rachaduras e fragilidades dos personagens começam a submergir e criam o cenário perfeito para uma trama repleta de incertezas e, como em um banquete, o leitor vai conhecendo aos poucos as motivações de Elle. Página a página, a trajetória de Elle e de sua família é contada, recriada e exposta de forma honesta e corajosa pela própria. O Palácio de Papel lança um olhar cuidadoso e real sobre a vida das mulheres com mais de 50 anos, com suas  vontades e limites — muitas vezes ainda desconhecidos. 

Essa jornada de autoconhecimento é recheada com momentos de tirar o fôlego, brisa do mar e o clima ensolarado da península de Cape Cod, nos Estados Unidos, um terreno fértil para desejos adormecidos. Heller cria uma tensão sutil ao misturar passado e presente para elucidar alguns pontos cruciais da vida de Elle. 

O Palácio de Papel é uma das obras mais surpreendentes do ano e nos faz questionar possibilidades não vividas quando fazemos determinada escolha.

 

Marcador e cartão-postal

Marcador exclusivo para acompanhar a sua leitura e um cartão-postal que revela a arte de capa do livro que chegará às livrarias pelo menos 45 dias depois do clube.

 

Brinde

O brinde da caixinha 038 é um descanso de copos magnéticos com ilustrações inspiradas nos cenários da história. 

 

Revista intrínsecos 038 

A edição 038 da revista intrínsecos traz uma série de conteúdos para aproximar o leitor da obra do mês. Nathan Fernandes faz um mergulho na relação de simbiose que o corpo pode assumir com as condições climáticas e nos apresenta escritores que traduzem o verão como um sentimento perene de ebulição e frenesi.

Jotapê Jorge apresenta um artigo em que tanto as palavras quanto o vocabulário visual utilizado encantam os leitores. Ele escreve sobre a influência do tempo nas obras contemporâneas e, para isso, resgata obras clássicas para embasar seu argumento de que o tempo pode ser tão determinante em um enredo quanto seus personagens.

Entrando no clima solar de O Palácio de Papel,  Julia Wähmann imagina cinco verões em diferentes fases da vida em um ensaio belíssimo. Renata Correa discorre sobre a influência do corpo feminino nas produções artísticas ao longo da história e, buscando subverter imagens cristalizadas na História, as ilustrações desta edição recriam as musas de Botticelli em cenários e situações contemporâneas. 

 

intrínsecos digital 

Ilustração: Ana Franco

Pensando em promover uma  experiência de leitura cada vez mais interativa, o intrínsecos digital está repleto de conteúdos extras e materiais inéditos. Para conduzir o leitor nas paisagens e nos sentimentos do livro, as artistas Ana Franco e Fernanda Rodrigues recriaram cenas da obra com ilustrações. 

Taila Lima escreve sobre oito dicas de séries e filmes sobre as armadilhas e dificuldades de longos relacionamentos. 

Você também poderá aumentar o som e curtir a experiência de entrar nas situações e vivências de Elle, nossa heroína de O Palácio de Papel, com uma playlist em que cada música conta um pouquinho da história do livro. 

Por fim, a autora Miranda Cowley Heller fala sobre a história e suas inspirações em um vídeo exclusivo para os leitores brasileiros. 

 

Aproveite a sua experiência de leitura! 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.