Bastidores 031: Conheça o maior fenômeno literário dos últimos tempos

 

O livro 

O Clube do Crime das Quintas-Feiras, de Richard Osman

Detalhe especial na capa do livro “O Clube do Crime das Quintas-Feiras”

Ninguém espera muita coisa de um grupo de idosos inofensivos, e talvez seja exatamente isso que os torna perfeitos para passar despercebidos no mundo do crime. Toda quinta, em um retiro para aposentados no sudeste da Inglaterra, quatro idosos se reúnem para — segundo consta na agenda da sala de reunião — discutir ópera japonesa. Mas não é bem isso que acontece ali dentro. Elizabeth, Ibrahim, Joyce e Ron usam o horário para debater casos policiais antigos sem solução, confiantes de que podem trazer justiça às vítimas e encontrar os responsáveis por algumas daquelas atrocidades do passado.

Com todos os integrantes acima dos setenta anos, o Clube do Crime das Quintas-Feiras não é uma equipe de detetives convencional, mas com certeza todos eles estão mais do que acostumados a fortes emoções. Afinal, Joyce foi enfermeira por décadas, Ibrahim ajudou pacientes psiquiátricos em situações dificílimas, Ron era um reconhecido líder sindical e Elizabeth… bom, digamos que assassinatos e redes de contatos sigilosas não sejam nenhuma novidade para ela.

Guarda ilustrada do livro

Quando um empreiteiro com projetos bastante questionáveis na cidade aparece morto, o grupo tem a oportunidade de colocar suas habilidades à prova, com um cadáver real e, em algum lugar à solta, um assassino de verdade. Apostando em seus semblantes inocentes e habilidades investigativas estranhamente eficazes, os quatro amigos embarcam em uma aventura na qual as mortes do presente se entrelaçam com segredos do passado. 

Enquanto esses inusitados detetives tentam lidar com assassinos, parceiros, amigos, policiais, filhos e até possíveis pretendentes amorosos, a lista de suspeitos e de corpos vai aumentando — e a resolução dos casos não parece nada simples. Será que eles vão conseguir pegar o assassino antes que seja tarde demais? 

Em um livro que mistura a adrenalina da investigação, momentos de reflexão sobre o envelhecimento e a ironia do humor inglês, Richard Osman narra uma história eletrizante, emocionante e hilária. Best-seller instantâneo no Reino Unido, O Clube do Crime das Quintas-Feiras chegou às livrarias causando burburinho: bateu recordes de vendas apenas uma semana após seu lançamento, se tornou um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos e logo teve os direitos adquiridos para uma adaptação produzida por Steven Spielberg! Esse, definitivamente, não é só mais um livro de detetives.

 

A revista

Ilustração central da revista por Felipe Freitas

Inspirados na rotina peculiar do grupo, na revista 031 trazemos passatempos tradicionais que abrem e fecham a edição, com uma cruzadinha de temas que têm a ver com o romance e um caça-palavras que esconde termos grifados ao longo da revista.

No primeiro texto desta edição, o jornalista e crítico Jerônimo Teixeira apresenta uma reflexão sobre o ato de ler por prazer, sem rótulos nem obrigações. Para aplacar a curiosidade do investigador que há dentro de todos nós, apresentamos também uma lista com fatos e mitos sobre investigações na literatura e no audiovisual e um depoimento de Patrícia Casanova, detetive particular com mais de uma década de atuação. Por fim, a antropóloga Mirian Goldenberg nos fala das alegrias do envelhecimento com o artigo Velho é lindo!. No meio da revista, nossos queridos protagonistas são representados pelos traços de Felipe Freitas.

 

Marcador e cartão-postal

O marcador e o cartão-postal revelam a arte da capa da edição que chegará às livrarias pelo menos 45 dias após ser enviada no clube, em um formato diferente, sem o acabamento especial da edição do intrínsecos.

 

Brinde

O brinde de abril é uma celebração das histórias mais amadas do clube: um kit de lápis personalizados com o título e a cor dos livros A troca, A vida mentirosa dos adultos, A última festa, Recursão e Um lugar bem longe daqui. Assim, os intrínsecos podem ter sempre à mão as lembranças das histórias que os marcaram. <3 

 

intrínsecos digital

Além da caixinha, o assinante do clube também tem acesso a conteúdos extras todos os meses no espaço intrínsecos digital. Em abril, Richard Osman apresentou sua obra em um vídeo exclusivo para os leitores brasileiros. Inspirada no padre Mackie, Elisa Menezes revisita alguns padres da ficção que conquistaram nosso coração e marcaram a cultura pop.

Pensando na transformação de Coopers Chase, Isabela Discacciati nos apresenta igrejas de diferentes países da Europa que foram revitalizadas e hoje funcionam como livrarias, restaurantes e bares. Por fim, apresentamos o Guia de leitura intrínsecos, com perguntas e tópicos para debater e refletir após a leitura. Acesse aqui.

 

Curtiu essa caixa? Faça parte do clube intrínsecos e garanta a próxima! 

Se você já é assinante, pode conferir o kit na loja intrínsecos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *