Bastidores 045: Juventude, amizade e autodescoberta | Conheça A estrada Lincoln, de Amor Towles

Livro 

A estrada Lincoln, de Amor Towles

Em junho de 1954, Emmett Watson, um jovem de dezoito anos, é levado para casa, em Nebraska, Estados Unidos, pelo tutor da instituição juvenil onde ficou internado após ter cometido um homicídio culposo. Sem a mãe, que foi embora de sua vida anos antes, o pai, que morreu recentemente, e a propriedade da família, tomada pelo banco, Emmett só quer pegar o irmão mais novo, Billy, e partir para a Califórnia, onde poderão começar uma nova vida.

O plano, que até então parecia perfeito, começa a dar errado assim que os irmãos dão de cara com dois amigos de Emmett da instituição: o astuto e carismático Duchess e o zeloso e nada convencional Woolly. Ambos haviam fugido escondidos no porta-malas do carro do tutor. Agora os quatro terão que pegar a estrada juntos e conciliar os diferentes planos para o futuro — um dos quais os levará a uma fatídica jornada a Nova York, direção oposta ao destino final de Emmett.

Eleito um dos melhores livros de 2021 por Barack Obama, Bill Gates e The New York Times, o lançamento do autor de O cavalheiro em Moscou é uma história de múltiplas camadas composta por uma gama de personagens muito ecléticos. Amor Towles cria um romance encantador ao combinar juventude, autodescoberta e amizade ao cenário dos Estados Unidos dos anos 1950.

 

Revista

Nos anos 1950, a literatura norte-americana foi pródiga em dar voz a uma nova geração. Foi a década que ofereceu ao mundo clássicos de rebeldia como O apanhador no campo de centeio, de J. D. Salinger, e On the road, de Jack Kerouac. Por isso, na revista 045, Schneider Carpeggiani faz um apanhado da literatura dessa década, e a jornalista Carol Almeida traz uma lista de filmes que, assim como o romance de Towles, mostram personagens pegando a estrada para tentar se encontrar.

 

Quem também se perdeu  — e se encontrou — nas estradas foi a escritora e jornalista Ana Maria Bahiana, como conta em sua crônica sobre dirigir pela Califórnia: “o automóvel foi criado por franceses e alemães, mas os americanos fizeram dele mais do que um meio de transporte: uma narrativa, uma experiência, uma odisseia.” 

 

Marcador e cartão-postal

O cartão-postal revela a arte da capa da edição que chegará às livrarias pelo menos 45 dias após ser enviada no clube, em um formato diferente, sem o acabamento especial da edição do clube intrínsecos

E o marcador é ilustrado com uma frase que define a aventura na qual embarcamos: “Você sempre sabe onde uma jornada começa, mas não onde termina.”

 

Brinde 

Em A estrada Lincoln, os personagens passam boa parte dos dias percorrendo o país de carro e sonhando com restaurantes, mas um deles se destaca: o Leonello’s. Os leitores puderam ter um pedacinho desse restaurante em casa com o brinde de junho, um jogo americano estampado, perfeito para comer em casa ou para te acompanhar por aí. 

 

intrínsecos digital 

 

Para expandir a leitura, o intrínsecos digital apresentou um vídeo de Amor Towles falando sobre a obra. Também um presente do autor, a galeria de fotos mostra todas as cenas reais que inspiraram o livro. De quebra, ainda dá para conferir a receita do famoso Fettuccine Mio Amore, prato clássico do restaurante Leonello’s, disponível  aqui

A estrada Lincoln é uma estrada real e sua história é repleta de mitos e fatos históricos. Por isso, trouxemos um pouco dessa história no texto “Carl Fisher e a estrada Lincoln”. Para fechar, disponibilizamos também um Guia de leitura sobre a obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.