Por que todos devem ler o novo livro de Elena Ferrante

Poucas vezes temos a chance de ler um livro que expõe de forma equilibrada as facetas mais belas e sombrias do ser humano. Elena Ferrante é mestre em expor essas características aparentemente contraditórias lado a lado com delicadeza.

Em sua nova obra, a autora da Tetralogia Napolitana e de A filha perdida narra a trajetória de Giovanna, uma menina de 12 anos da classe média de Nápoles, Itália, que entreouve o pai a comparando com Vittoria, irmã dele. A tia da menina, há muito afastada da família, sempre foi descrita como alguém cuja feiura e maldade coincidiam perfeitamente. O comentário gera dúvidas devastadoras em Giovanna e a faz buscar respostas nesse lado tão desprezado pela família paterna.

Separamos alguns motivos pelos quais você — e todo mundo — precisa ler o livro:

 

1. Aborda relações familiares complexas

Ao entrar em contato com uma parte distante da família, a jovem passa a examinar sua relação com os pais e como isso impacta a sua identidade.

A dinâmica logo a faz questionar até que ponto sua criação a tornou quem é hoje e até que ponto ela pode ou quer se desvencilhar dos princípios que a formaram.

 

2. Expõe a desigualdade social

Não é a primeira vez que Elena Ferrante aborda a desigualdade social italiana, tema presente também nas obras da Tetralogia Napolitana. Mas, em A vida mentirosa dos adultos, vemos o caminho oposto de sua obra mais famosa: a jovem Giovanna sai do lugar em que cresceu, na respeitável alta Nápoles, para se conectar com a família distante de seu pai, remanescente dos subúrbios, e entender o motivo que levou à briga e ao distanciamento.

É a primeira vez que a menina, criada no conforto da classe média e protegida de tudo, percebe que existe um mundo além do que conhece e tão próximo dela. A baixa Nápoles, onde sua tia mora, é conhecida por seus excessos e vulgaridades, mas também é a forma de Giovanna fugir das aparências que tanto a pressionam.

Os bairros e personagens que os compõem, tão antagônicos entre si, são apresentados em suas várias facetas, nunca pragmáticos. Uma característica marcante da escritora conhecida por dar voz aos locais invisibilizados de Nápoles.

 

3. Possui uma narrativa ácida e delicada


Acompanhando anos cruciais da vida da menina, dos 12 aos 16, vemos a fragilidade e a angústia do amadurecimento contadas por uma voz sincera e sem pudor de nos mostrar a realidade corrosiva da juventude.

A busca incessante de Giovanna por novas experiências é acompanhada de uma desconfiança de tudo que já é conhecido, própria dessa fase da vida. Mas os sentimentos conflitantes da menina não a fazem hesitar, ao contrário, são eles que a impulsionam, sempre em busca de algo mais.

 

4. A autora é um fenômeno literário mundial

 

Com mais de 12 milhões de exemplares vendidos no mundo, Ferrante é conhecida pela Tetralogia Napolitana, A filha perdida, Um amor incômodo e Dias de abandono, obras que exploram os complexos e por vezes paradoxais sentimentos da maternidade, do casamento e das relações femininas.

O sucesso de crítica e de público, aliado à singularidade de sua escrita, a tornaram uma das vozes mais importantes da literatura mundial. Na Itália, no lançamento do novo romance, leitores formaram filas na virada da noite para serem os primeiros a ler A vida mentirosa dos adultos.

 

5. Vai virar série da Netflix

 

A Netflix adquiriu os direitos para produzir uma adaptação do livro. Ainda sem previsão de estreia, a série ficará a cargo da Fandango Production, mesma produtora responsável por A amiga genial, da HBO.

 

A vida mentirosa dos adultos chega com exclusividade ao intrínsecos, o clube do livro da Intrínseca. Assine e receba a obra inédita em edição exclusiva, além de brindes que expandem a experiência de leitura. Saiba mais.

Um comentário sobre “Por que todos devem ler o novo livro de Elena Ferrante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *